Netiqueta, a etiqueta na internet

Netiqueta, a etiqueta na internet

Etiqueta (do francês étiquette), são normas de conduta que denotam boa educação, a partir da ideia de autocontrole como indicador de civilidade.

A Netiqueta por sua vez, e o conjunto de boas maneiras (etiqueta) a serem utilizadas no moderno ambiente da internet, com o intuito de evitar mal entendidos, especialmente em chats, fóruns e redes sociais. Abaixo listarei algumas exemplos de boas normas de conduta na internet:

 

Evite enviar texto escrito em maiúsculo

Frases escritas com letra maiúscula, a famigerada “caixa alta” são cansativas para leitura, especialmente em telas menores, como aplicativos mobile.

Além disso, por consenso, quando você está escrevendo em letra maiúscula na internet, você está GRITANDO, o que não é nada educado.

 

Cuidado com os Emoticons

Emoticons são ícones utilizados para reforçar um sentimento de uma frase e são muito uteis em um ambiente como a internet onde as pessoas não podem expressar suas feições durante a fala e nem entonação de voz.

No entanto, deve se tomar cuidado para não exagerar no uso dos ícones, e evitar construir “frases” apenas com o uso de símbolos.

Além do fato de algumas pessoas poderem entender erroneamente o significado de uma sequencia de icons, também existe a chance de você parecer desinteressado e com preguiça de conversar.

Evite também utilizar ícones em conversas formais e profissionais.

 

Evite escrever pouco conteúdo em muitas linhas.

Tem se tornado cada vez mais comum as pessoas optarem por escrever frases curtas, pulando linha diversas vezes para separar a fala, ao invés de construir uma sentença melhor redigida e pontuada.

Isso pode causar um grande desconforto para quem está recebendo a mensagem, principalmente se essa pessoa utiliza algum software ou aplicativo que emite sinais sonoros a cada mensagem recebida.

Cada “enter” ou “linha nova” emitirá um zumbido, que em uma rápida sequencia pode se tornar bem irritante.

 

Não seja um Spamer

Os Spams são os grandes responsáveis pela lenta morte dos e-mails.

Estudos mostram que 97% dos emails disparados no Brasil não são desejáveis pelo recebedor, ou seja, são Spams, e como se não bastasse o ataque nos e-mails, a prática vem se tornando comum em redes sociais, websites e aplicativos.

Quando você envia um convite para um “joguinho” de Facebook para alguém que não tem interesse nele, você está sendo um Spamer!

Sendo assim, muito cuidado ao importunar os demais. Só envie mensagens, convites e solicitações para quem realmente possa se interessar por tal conteúdo.

 

Mande e-mails com cópia oculta

Outra regrinha que ajuda a diminuir a taxa de Spam é evitar mandar e-mails para uma grande lista de contatos em cópia.

Caso você tenha que enviar o mesmo e-mail para um grande número de pessoas, coloque todas como “cópia oculta”, assim quem receber o e-mail não terá acesso ao e-mail de todas as demais pessoas, não podendo dessa forma utilizar essas informações para adicionar em seu banco de dados e posteriormente utiliza-los para envio de conteúdo não desejado.

 

Evite o Clickbait

“Clickbait (também conhecido por sua tradução para o português isca de cliques) é um termo pejorativo que se refere a conteúdo da internet que é destinado à geração de receita de publicidade on-line, normalmente às custas da qualidade e da precisão da informação, por meio de manchetes sensacionalistas e/ou imagens em miniatura chamativas para atrair cliques e incentivar o compartilhamento do material pelas redes sociais.”

Em resumo, o Clickbait é o “novo mal da internet” é o “novo spam”, uma estratégia suja para atrair a visita do usuário de internet, e deve ser evitado ao máximo!

 

Antes de perguntar, procure.

Essa dica sempre foi e sempre será a regra de ouro para fóruns de debate.

Antes de criar um tópico fazendo uma pergunta, utilize o campo de pesquisa do site para averiguar se outra pessoa não tinha a mesma dúvida que você e já criou um tópico a respeito, que inclusive já pode conter a resposta para sua dúvida.

 

Cuidado ao marcar pessoas em fotos

É de bom tom avisar uma pessoa que a marcará em uma foto em redes sociais antes de faze-lo.

Os motivos são vários e vão desde o risco da postagem de algo que comprometa a pessoa marcada até coisas mais simples como a preocupação estética da pessoa com sua aparência na foto postada.

 

Não seja o “machão da internet”

Em um mundo onde as pessoas estão conectadas e se comunicando em tempo real, mas ao mesmo tempo muito distantes, fisicamente falando, ou até mesmo anonimas umas das outras, o respeito em um debate muitas vezes pende para um lado negativo, agressivo, forrado de palavrões e discurso de ódio.

O problema é que esse tipo de comportamento se tornou tão normal nos últimos anos, que as pessoas tem perdido a noção sobre seu comportamento e se tornam “outras pessoas” na internet, mantendo o discurso acalorado até mesmo com pessoas próximas, gerando imensas brigas e discussões que obviamente não ocorreriam se essas mesmas pessoas estivessem frente a frente debatendo sobre o mesmo assunto.

A dica aqui portanto é simples. Não seja o “machão da internet” e aprenda a respeitar a opinião alheia, mesmo que não concorde com ela, tendo um debate focado em ideias e não em agressões verbais.

Daniel Emiliano
Daniel Emiliano

Com mais de 15 anos de experiência no mercado, atua na área de desenvolvimento de websites, marketing digital, ilustração e design gráfico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *