8 dicas para reduzir o recebimento de Spams

spam

Lá se vão 39 anos quando em 1978, Gary Thuerk, encarregado do departamento de Marketing da uma extinta empresa chamada DEC, enviou para cerca de 400 pessoas um e-mail com propaganda não solicitada pelos mesmos, tentando vender computadores fabricados pela empresa.

Na época Gary  mal  sabia, mas estava se tornando a primeira pessoa a disparar SPAM na internet.

Ou seja, muito tempo antes de a maioria (ou todas) as pessoas que você conhece, saberem o que é internet, a praga do SPAM já estava sendo disseminada pela rede.

Só em 2017, calcula-se que serão disparados algo próximo dos 5 bilhões de e-mails pelo mundo, dos quais mais da metade compostos de Spams. Um número altíssimo, mas que por incrível que pareça, já foi pior.

O Brasil, que é reconhecido como o segundo país que mais dispara e-mails não solicitados no mundo, teve em 2009 uma porcentagem de SPAM correspondente a incríveis 97% dos envios, números esses que foram sendo reduzidos na medida do possível pelo avanço nas tecnologias anti-spam.

Veja abaixo algumas dicas de como reduzir o recebimento de mensagens não desejadas:

1) Envie e-mails com cópia oculta (Cco)

Quando enviar um e-mail para muitas pessoas em cópia, adicione esses contatos utilizando a “copia oculta” (Cco).

A cópia oculta impede que os contatos listados no e-mail possam ver só contatos das demais pessoas que o receberam, de forma que ninguém pode se aproveitar e adicionar o e-mail dos demais em uma listagem para envio de mail-marketing posteriormente.

Claro que adicionar seus contatos em “Cco” não vai te proteger diretamente de listas de Spamers, mas sim seus contatos, mas tenha em mente que caso a prática se torne utilizada por todos os seus contatos, daí sim você estará sendo beneficiado. Então comece dando o exemplo!

2) Não seja um caçador de cupons / promoções.

Evite sair clicando em tudo quanto é botão ou banner pela internet de empresas que você não conhece.

Muitas dessas empresas só querem atrair os usuários com o fim de conseguir suas informações de contato para poder efetuar disparo de propagandas posteriores.

Algumas empresa até vendem suas bases de dados para terceiros e assim sua informação de contato pode ir passando de mão em mão e caindo em varias listagens de spamers.

3) Atenção na hora de realizar cadastros

Ao se cadastrar em qualquer site ou aplicativo, fique atento, verifique e desabilite qualquer opção que autorize o envio de material de divulgação do site e de seus parceiros.

Normalmente esses botões de autorização já aparecem “selecionados” nos fomulários de cadastro, precisando ser portanto desmarcado manualmente.

Lembre-se, se na hora do cadastro você permitiu o recebimento, então o recebimento de a-mail não será um Spam e você não deve sinaliza-lo como tal. Spam são apenas e-mails com propaganda não desejada.

4) Utilize E-mails com filtro Anti-Spam

É fundamental ter um filtro instalado no seu webmail ou software de leitura de e-mails.

Hoje quase todos os sistemas de e-mail já possuem um sistema anti-spam instalado e geralmente é possível até mesmo escolher o padrão de rigorosidade desses filtros.

Caso você receba muitos spams em sua conta de e-mail e não tenha acesso as configurações do Anti-spam, entre em contato com o prestador do serviço e verifique a possibilidade de um ajuste no mesmo.

5) Faça filtros de e-mail

O filtro de e-mail nada mais são do que regras que você pode criar para determinar ações automáticas em sua caixa de e-mail.

Você recebe muita propaganda com a palavra chave “viagra”? Crie um filtro solicitando que todos os e-mails contendo a palavra “Viagra” no título ou conteúdo sejam enviado automaticamente para caixa de spam, ou até mesmo deletado.

Um determinado domínio está te enviando propaganda sem seu consentimento? Adicione a extensão do domínio em um filtro.

Mas cuidado! Filtros mal configurados ao invés de lhe ajudar, podem te trazer uma grande dor de cabeça.

Imagine que você receba um Spam de alguém que o e-mail tem a extensão “@gmail.com”. Se você criar um filtro em cima do domínio do Spammer, nunca mais irá receber nenhum e-mail de uma pessoa que tenha uma conta no Google.

Sendo assim, caso não tenha um certo conhecimento nessa área, evite realizar filtros ou peça ajuda de um profissional.

6) Mantenha seu computador seguro e livre de vírus, malwares e spyware.

Muitos vírus tem a capacidade de recolher suas informações de contato e depois adiciona-lo a listas de envio de Spam. Alguns vírus inclusive tem a capacidade de enviar e-mail por você, sem que você tenha ciência disso, então instale Anti Vírus, Firewalls e caso não tenha conhecimento de informática, solicite a um profissional que realize uma “limpeza” em sua máquina com alguma frequência.

7) Tenha e-mails distintos para diversas funções.

Nunca é bom ter um e-mail só para lidar com todos os tipos de assunto. O recomendável é que você tenha um e-mail pessoal, um profissional e ao menos um terceiro, descartável, para ser utilizado em cadastros de redes sociais e e-commerce’s, participação em promoções, etc.

Esse terceiro e-mail estará muito mais suscetível a contaminação de spams, e como não será seu e-mail principal, além de reduzir o seu incomodo com as mensagens, você poderá ser mais rígido com filtros anti-spams e regras de bloqueio.

8) Não clique nos botões de cancelar recebimento.

Quando você clica em um botão de “não quero mais receber esse e-mail” em um Spam, você está praticamente confirmando para a pessoa que lhe enviou a propaganda, que seu e-mail é valido e está em uso e dessa forma você pode ser “premiado” com a inclusão de seu contato em uma lista “premium” de spam, que ao invés de receber menos, pode receber um volume maior do mesmo.

Daniel Emiliano
Daniel Emiliano

Com mais de 15 anos de experiência no mercado, atua na área de desenvolvimento de websites, marketing digital, ilustração e design gráfico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *